A vitamina E é um antioxidante solúvel em gordura que protege contra os danos dos radicais livres, que de outra forma ativariam excessivamente os osteoclastos e causariam perda óssea.

A vitamina E natural (tocoferóis e tocotrienóis mistos) reduz a inflamação neutralizando os radicais livres. A vitamina E tem sido associada ao aumento da densidade mineral óssea, ao risco reduzido de sarcopenia, demência e osteoporose.

Atualmente, a RDA (dose diária recomendada) de vitamina E é fixada em 15 mg / dia de α-tocoferol para adultos (com 19 anos ou mais). No entanto, as evidências atuais sugerem fortemente que a RDA é muito baixa para proteger contra o aumento dos danos causados ​​pelos radicais livres (e o aumento resultante da inflamação crônica, que promove a perda óssea) normalmente observados com o envelhecimento ou para apoiar a função imunológica saudável, que também é normalmente comprometida à medida que envelhecemos.

Ainda não foi alcançado um consenso sobre a ingestão diária exata de vitamina E para a proteção ideal da saúde. Mas os pesquisadores médicos que publicam os trabalhos mais recentes sobre vitamina E acreditam que as evidências científicas são fortes o suficiente para recomendar a ingestão diária de pelo menos 150 UI de α-tocoferol por dia.

Se você estiver tomando um determinado medicamento ósseo, suas necessidades de vitamina E aumentarão, pois esses medicamentos suprimem significativamente os níveis de ƴ-tocoferol e CoQ10. Pensa-se que esse efeito adverso contribua para alguns dos efeitos colaterais do medicamento, incluindo osteonecrose da mandíbula, dor musculoesquelética e fraturas “atípicas” de ossos longos.